Constatações

Tuesday, October 07, 2008


O tempo passa numa sucessão de dias infindáveis
Parece que tudo passa tão depressa que nem deu tempo de viver
A busca continua por uma explicação racional dos sentimentos, uma espécie de realização.
Dia após dia, sinto-me envolta numa série de obrigações que se acumulam e se complementam e me levam cada vez mais pra longe de mim mesma e, ao mesmo tempo, me fazem perceber quem sou e o que quero ser.

No meio de tudo isso, algo não mudou.
É o amor que sinto por ti e a falta que você me faz.

Te amo pra sempre.

*Amores, eu sei que deixei vocês preocupados, mas eu tô bem... Não vou dizer que estou feliz, porque a falta ainda perturba, mas já não estou tão triste... Ele não ia gostar se eu estivesse... :(
* Duzinha... Li o texto do Chico na missa do 7º dia... A igreja inteira chorou.... te amo...

5 comments:

Leonardo Werneck October 7, 2008 at 3:15 AM  

Ju, perder um amigo nunca é fácil. O tempo passa e a dor se transforma numa saudade que é até gostosa. Dê tempo ao teu coração e saiba, que onde estiver, seu amigo olha por ti.

Beijo e fica bem.

Du October 7, 2008 at 6:29 AM  

Puxa...quem chorou agora fui eu, só de imaginar a cena, Ju...fica bem, minha querida. Sei que é difícil, mas logo logo vc consegue. Eu estarei aqui sempre.
Te amo.

October 7, 2008 at 12:39 PM  

Ju querida!

Sabe uma coisa que aprendi ao longo desses 53 anos de vida, onde já se foram as pessoas que eu mais amei e amo, como meu pai e minha avó, é não chorar muito, quando a saudades bate eu deixo as lágrima rolar, mas ao mesmo tempo fico a pensar nos momentos lindos e bons que passamos juntos, principalmente os mais alegres. Dizem que quanto mais choramos mais atrapalhamos a caminhada dos nossos entes queridos. Sou católica, mas é exatamente isso que se ora quando o sacerdote faz a benção do corpo.
Agora ainda é a hora de se chorar, mas daqui a pouco você não mais vai chorar e vai dele lembrar com carinho e muita saudades. Faça uma pergunta pra você; Será que ele gostaria de me ver triste e chorando? Como será que ele gostaria de me ver??? Pense nisso, você com certeza o conhecia muito bem.
Que Deus te abençoe filha e te de o conforto de que tanto você está precisando.
Beijos em seu coração e que você se abasteça dessa graça!
Vovó Rô!
Sempre estarei por perto para te consolar e ajudar, conte sempre comigo!

Urbano Leonel Sant' Anna October 8, 2008 at 10:26 PM  

Oi, Simpatia!

Nunca fui muito bom com estas coisas... Às vezes me parece que não compreendo qual é a maneira que deveria me sentir e me comportar nestes momentos. Fico sem jeito, fico mudo, tenho medo de dizer a coisa errada. Prefiro não dizer uma palavra sequer e, simplesmente, oferecer o meu abraço. É só o que tenho pra te oferecer agora... Toma lá um grande abraço!

Urbano

Su October 10, 2008 at 9:28 AM  

Ju,
as vezes temos a sensação de que a tempestade não vai faltar, e falar em tempo agora seria muito complicado. Vamos viver um dia de cada vez, e pode sempre contar com essa amiga louca aqui, tá?!
Beijão

Blogagens Coletivas

  © Blogger template Nightingale by Ourblogtemplates.com 2008. Modificado por Ju Pietra e Suzanna Martins

Back to TOP